Destaques

Os municípios brasileiros terão até o dia 14 de maio para se inscrever na segunda Olimpíada de Língua Portuguesa. “O lugar onde vivo”, é tema da versão deste ano. Poderão participar professores e alunos do 5º ano (4ª série) do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Os textos poderão ser enviados o dia 03 de setembro. A Olimpíada é realizada pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec – Centro de Estudo e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária.

A escolha do tema deste ano “O lugar onde vivo”, foi justificada pelos organizadores com o objetivo de resgatar histórias e estreitar vínculos com a comunidade, o que aprofunda o conhecimento sobre a realidade, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania.

Para aderir ao Programa, o município deverá enviar um e-mail ao Cenpec, no endereço: olimpíEste endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., para obter login e senha para adesão. Neste e-mail deverá constar: Nome do Secretário (a), do Município que representa o Estado e e-mail para contato, solicitando login e senha para adesão e inscrição dos professores participantes até o dia 14/05, no site www.escrevendoofuturo.org.br. Assim o município estará habilitado a participar do Programa e enviar os textos selecionados e os suplentes até o dia 03/09 deste ano.

Objetivo é reconhecer práticas pedagógicas e de gestão escolar ligadas à temática. Inscrições vão até 07 de maio.

O prêmio Educar para a Igualdade Racial é uma iniciativa da parceria CEERT e Grupo Santander Brasil, que está na sua 5ª edição. Tem por objetivo identificar, difundir, reconhecer e apoiar práticas pedagógicas e de gestão escolar, vinculadas a temática étnico-racial, na perspectiva da garantia de uma educação de qualidade para todas e todos e, mais especificamente, de combate ao racismo e de valorização da diversidade étnico-racial.

Além de um prêmio em dinheiro, o pacote da premiação inclui curso de formação e ainda um acompanhamento de até doze meses junto a duas escolas premiadas. O acompanhamento busca contribuir para o aprimoramento da institucionalização, e, aprender a difundir, o passo-a-passo de quem que faz bem em termos de implementação das diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais.

Os prêmios estão divididos em quatro modalidades: educação infantil, ensino fundamental anos iniciais, ensino fundamental anos finais e ensino médio. E em duas categorias, professor e escola. O prêmio é realizado bi-anualmente e só podem se inscrever práticas desenvolvidas até dois anos antes do ano de abertura do edital, sendo proibido concorrer práticas iniciadas ou que se iniciarão no ano de abertura.

O edital permanece aberto por um período aproximadamente de 60 dias. Nessa fase as práticas são inscritas por meio de uma ficha de inscrição disponível em papel e também on-line. Ao final desse período (60 dias) as práticas passam por uma triagem onde são verificadas se as condições de inscrições estabelecidas pelo edital foram cumpridas.

Mais informações aqui.

O 4º Concurso de Desenho e Redação promovido pela Controladoria Geral da União (CGU) está com as inscrições abertas até 08 de outubro de 2010. Com o tema “Como será o futuro do Brasil com o dinheiro público bem aplicado?”, têm como objetivo despertar nos estudantes o interesse pelo controle social, à ética e a cidadania por meio da promoção da reflexão e do debate desses temas no ambiente escolar.

O concurso esse ano será Nacional podendo participar alunos do ensino fundamental e médio, além do ensino de jovens e adultos (EJA). Serão premiados 33 alunos e 3 escolas em todo o Brasil . A inscrição será feita pela escola, que selecionará os melhores trabalhos de seus alunos e os enviará à CGU conforme o regulamento encontrado aqui.

No site também poderá ser encontrado o material para divulgação como também a ficha de inscrição para participar do concurso. Os trabalhos serão avaliados e os 3 melhores de cada categoria serão premiados. O resultado do concurso sairá no dia 19 de novembro de 2010.

Estão abertas desde a segunda-feira (08/03) até 19/03, aos Secretários Municipais Paraibanos as inscrições para o PRADIME – Programa de Apoio aos Dirigentes Municipais de Educação, que busca contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica no País por meio de assistência técnica aos dirigentes municipais de educação, que são responsáveis pela gestão e excelência no ensino municipal.

O curso que terá início no mês de abril será oferecido neste primeiro momento aos 149 Municípios Prioritários, com o objetivo de fortalecer a gestão dos sistemas de ensino, das políticas educacionais e contribuir para o avanço do país em relação às metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

Através da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), as inscrições estão sendo realizadas por meio do site http://www.ufpe.br/cead .

Verifiquem a lista completa dos municípios participantes:

 

 

Os secretários municipais de educação da Paraíba terão a oportunidade de participar nos próximos meses de uma capacitação oferecida pelo Ministério da Educação em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime/Paraíba. O curso será um espaço de formação permanente dos secretários municipais de educação, troca de experiências, acesso a informações e ferramentas de gestão na perspectiva do aprofundamento da gestão educacional como política democrática.

O curso será implementado por meio do Programa de Apoio aos Dirigentes Municipais de Educação – PRADIME – EAD do Ministério da Educação. Todo o planejamento da sobre a realização foi discutindo na quinta e sexta-feira passadas, 25 e 26/03, em Brasília, com de representantes do MEC e da direção da Undime.

A Undime Paraíba está sendo representada por seu presidente, o secretário de educação, esporte e cultura de Campina Grande, Flávio Romero. Ele explica que o encontro teve o objetivo de fortalecer a articulação entre as universidades e as representações estaduais da Undime e realizar o planejamento das atividades relacionadas ao início e desenvolvimento do curso.

O curso será executado na Paraíba, Ceará, Pernambuco e Rio Grande do Norte pela Universidade Federal de Pernambuco, que foi a responsável por seu desenvolvimento na plataforma moodle e terá duração de 170 horas em ambientes presenciais e virtuais. A formação foi desenvolvida para propiciar acesso a conteúdos e instrumentos de gestão do sistema/rede municipal de ensino, com vistas à melhoria dos indicadores de qualidade da educação e contribuir para que o dirigente municipal de educação lide com mais facilidade com as tecnologias de informação e comunicação.

Os eixos norteadores do curso são: reconhecimento do papel estratégico do dirigente municipal da educação no contexto dos desafios postos pela política educacional do país; importância da educação como elemento propulsor do desenvolvimento local e nacional; qualidade social da educação como marco diferencial da ação pedagógica do estado; e gestão democrática como fio condutor das práticas do poder público.

O PRADIME é um Programa do Ministério da Educação, executado por meio da Secretaria de Educação Básica, que tem o objetivo de apoiar os dirigentes municipais de educação e contribuir com o fortalecimento da gestão dos sistemas de ensino e das políticas educacionais, também para favorecer o avanço do país em relação às metas do PNE ( Plano Nacional de Educação).

No último dia 3 de fevereiro, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu R$ 35.051.411,77 do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (ProInfância) a municípios que celebraram convênio com a autarquia para construção de creches.

Pela Internet, no sítio do FNDE (www.fnde.gov.br), é possível saber o valor enviado para cada município, bem como o número do convênio, a data em que foi celebrado e a data da prestação de contas. Para saber o valor, basta clicar no banner liberação de recursos. Dados sobre o convênio estão disponíveis por meio do banner convênios com o FNDE.

Fonte: Site da Undime Nacional

As escolas públicas de educação básica com mais de cem alunos poderão se inscrever até o dia 14 de maio no Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar e concorrer a prêmios de R$ 2 mil, R$ 3,5 mil e R$ 15 mil, uma coletânea de vídeos educativos, diplomas e até uma viagem de intercâmbio pelo Brasil ou pelos Estados Unidos da América.

 

O cadastramento do Conselho do Fundeb junto ao FNDE é condição para o repasse de recursos por meio do Programa Nacional de Apoio e Transporte Escolar – PNATE. A situação do município junto ao sistema de cadastramento, denominado CACS/ Fundeb, está disponível na página http://www.fnde.gov.br/cacs/index.php/lista_conselheiros.

O Ministério da Educação prorrogou, para 8 de fevereiro, o prazo das inscrições dos professores aos cursos de formação continuada e especialização, na Plataforma Freire.

 

Um prêmio que representa uma tomada de consciência da sociedade e da própria classe política quanto à educação brasileira. É assim que o ministro Fernando Haddad conceituou o Prêmio Fernando de Azevedo – Educador do Ano 2009, concedido a ele na tarde desta segunda-feira, 25, pela Academia Brasileira de Educação (Abed). A cerimônia, realizada no Rio de Janeiro, contou com a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Não vejo como um dia de vitória pessoal, mas de uma conquista brasileira na educação”, disse o ministro.

De acordo com a secretária da Abed, Terezinha Saraiva, na ata da votação de 2009, a escolha do ministro Haddad como educador do ano considerou “não apenas os serviços prestados com excelência à frente do Ministério, como também a competência, o equilíbrio e a perseverança com que tem conduzido o MEC e os destinos da educação brasileira”. A votação do prêmio anual, concedido desde 1992, foi feita em 9 de dezembro de 2009.

O ministro e o presidente Lula destacaram a criação do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) como uma das ações mais importantes da gestão de Haddad à frente do MEC. “Quando o presidente encomendou o PDE, no final de 2006, ele exigiu não apenas a dedicação integral àquele plano, mas a dedicação revolucionária à causa da educação no Brasil”, afirmou Haddad.

O presidente Lula lembrou de quando o plano foi entregue. “Podíamos dizer que tínhamos um plano construído a milhares de mãos. Quem receber este legado terá que concluir um plano que não foi escrito por ele, mas por muitos dos educadores deste país”, disse o presidente.

Para o presidente Lula, os grandes méritos do ministro, que o levaram a receber o prêmio, são a competência e o poder e a paciência de ouvir e persuadir. Como exemplo, o presidente citou a criação do ProUni, que “hoje é um programa de notável sucesso”, depois de alguma resistência inicial. “Não tivemos na história deste país tantos pobres e negros cursando medicina, engenharia e tantos outros cursos, que eles têm o direito de escolher como qualquer outro cidadão brasileiro”, observou o presidente.

A grande preocupação do ministro agora é com o legado de sua gestão. “Todos os grandes e importantes problemas brasileiros têm a educação como ingrediente fundamental à sua solução. Desejamos, no MEC, conduzir o trabalho até o fim do ano e deixar um grande legado para que nossos sucessores possam fazer mais – e melhor – à educação no país”, afirmou. O presidente completou: “Não temos o direito de fracassar em educação”.

O presidente da Abed, Carlos Alberto Serpa, destacou entre as ações do ministro Haddad “acender as luzes da esperança aos educadores que esperavam há muito o estabelecimento de uma visão sistêmica de educação. Ele vem respondendo uma a uma às mais antigas demandas da educação brasileira”, afirmou.

O ministro recebeu da Abed o diploma de Educador do Ano 2009, um cheque de R$ 4 mil e uma escultura do artista plástico Antônio Santos Lopes, criada especialmente para o prêmio. O ministro Fernando Haddad anunciou que o prêmio em dinheiro será doado às vítimas do terremoto no Haiti. “É um gesto simbólico de paz e solidariedade entre povos irmãos”, afirmou.

 Fonte: Site da Undime Nacional